SPRINTER DOG

Cães. Simultaneamente o melhor amigo do 'homem' e o maior inimigo dos ciclistas. Do ponto de vista canino, quando um ser humano coloca o rabo num selim passa imediatamente para o lado negro da força. Os canitos alentejanos são especialmente ativos. Desde os protetores e calmeirões Rafeiros-do-Alentejo, que 'amavelmente' nos indicam o caminho de saída do seu território, aos velozes meias-lecas perseguidores, que se enquadram perfeitamente nas palavras de Fernando Pessoa: 'porque eu sou do tamanho do que vejo e não do tamanho da minha altura'. Ironicamente, a 'maldição do comentador' fez com que, ao longo dos 65 quilómetros e aproximadamente 700 metros de acumulado da 'SPRINTER DOG', esta fosse das poucas rotas em que não tivemos qualquer encontro imediato de primeiro grau. De qualquer modo, fica a homenagem a estas amorosas criaturas que nos levam a despender mais uns quantos Watts, mesmo quando pensamos estar completamente vazios. A rota 'SPRINTER DOG' é o desafio de menor dificuldade da Gravosfera, estando classificada com um grau de dificuldade TROPOSFÉRICO (1/5). Mas atenção, pois estás em pleno Alentejo e o calor aperta. Que tal um Cabeça de Martelo para proteger a careca? Também muito funcional para controlar a gadelha. 

ABASTECIMENTO

  • KM 28/65 (43/100%) | Aldeia: São João dos Caldeireiros | Café
  • KM 40/65 (62/100%) | Aldeia: Alcaria Ruiva | Cafés

PONTOS DE ALERTA

  • KM 23 | Atravessamento da Ribeira de Oeiras - evitar dias de chuva;
  • KM 35 | Atravessamento da Ribeira de Alvaca - evitar dias de chuva;

À falta de canitos sprinters, o papel fica precisamente reservado para o/as graveleiro/as da Gravosfera. Nem todas as rotas têm que ser desafios épicos e hercúleos. A rota/desafio 'SPRINTER DOG' foi pensada para que a componente de endurance dê lugar a desempenhos mais focados na velocidade. A proporção praticamente equilibrada entre sectores on/off road dá o seu contributo. Não obstante, as superficies dos seis troços gravel da rota são de qualidade extremamente elevada e convidativos ao sprint/médias elevadas: (1) o belíssimo Sector do Guadiana que surge poucos quilómetros após a vila de Mértola; (2) o Sector de Sapos (de ligação entre a N122 e N267); (3) o Sector Água Santa de Herdade - com um efetivo atravessamento de uma ribeira; (4) Sector de Alvares; (5) Sector de Albergaria Ruiva (o de maior exigência física dada a orografia acidentada); (6) e o Sector de Corte de Gafo de Cima. A rota/desafio 'SPRINTER DOG' tem ponto de partida e chegada na belíssima vila de Mértola - porto de abrigo de muitos aventureiros por terras do Baixo Alentejo. (.gpx)

'SPRINTER DOG' PARTNER

RIDERTEMPOPONTOS
065MB02:51:0611
043JA02:57:0611
060RC03:26:006
098SR03:29:366
104PC04:04:554
103LL04:06:014
015RF04:21:252
035AR05:03:252